Como e Porque Registrar


Marca a fogo de animal registrado

O que é Registro Genealógico?
O registro genealógico tem a função de comprovar a origem dos individuos pertencentes às raças em que suas entidades representativas (associações de raça) foram delegadas pelo Ministério da Agricultura, Pecuária e Abastecimento (MAPA), para que realizem todo o controle genealógico dos respectivos animais. Por conta da importância do registro, todo regulamento genealógico deve ter a aprovação do ministério, já que as associações são delegadas para esse fim, sendo que o superintende de registro é o representante do MAPA dentro da associação. Todas as entidades e seus superintendentes devem ser credenciados pelo MAPA e periodicamente passam por auditorias feitas pelos fiscais federais. Estes critérios servem para garantir que os exemplares puros de cada raça são controlados por suas associações, afinal, eles representam uma importante ferramenta no processo de melhoramento genético do rebanho bovino brasileiro, sejam os rebanhos destinados à produção de carne ou leite.   

Os passos para o registro
Para um animal ser registrado, ele deve passar pela inspeção técnica, processo este, realizado por um técnico credenciado pela Associação Brasileira dos Criadores de Zebu (ABCZ), que no caso do Rio Grande do Sul, é Edon Rocha Braga (edonbraga@gmail.com).

No entanto, antes da inspeção técnica, o criador já deve estar cadastrado na ABCZ, para que ele possa efetuar alguns trâmites indispensáveis para o controle geral do plantel e conseqüentemente, para a realização do registro. Antes da apresentação do exemplar ao técnico, o animal já tem que possuir junto ao serviço de registro genealógico da ABCZ, todas as informações como a realização da cobertura da mãe (seja por inseminação artificial ou monta natural) além do comunicado de nascimento do produto para que o seu registro seja processado. Para se cadastrar na ABCZ, entre em contato com o escritório regional (ETR POA): etrpoa@abcz.org.br e (51) 3473 7133.

Sobre os comunicados de responsabilidade do criador
Esses comunicados são de responsabilidade dos criadores e eles possuem prazo determinado no regulamento da ABCZ (acesse neste site o menu área técnica > regulamentos) para as realizações dos mesmos. A existência de prazo máximo para os comunicados se deve ao fato de que estes dados já devem estar nas mãos do técnico por serem indispensáveis para a inspeção que ele fará na fazenda.

A inspeção técnica
Para receber o registro, o animal é avaliado de acordo com características da raça conforme o padrão, além da avaliação morfológica de aprumos, aparelho reprodutor, características sexuais secundárias (tanto masculina como feminina), desenvolvimento, estrutura, e pigmentação. Todos estes pré-requisitos básicos são fatores fundamentais para um animal ser apto ao registro quando apresentado ao técnico na propriedade. Conheça o padrão racial de sua raça no menu área técnica/regulamentos, neste site.

Por que registrar? O registro é sinônimo de segurança!!!
Para quem está iniciando a criar ou a utilizar as raças zebuínas, a aquisição de animais registrados é mais do que fundamental, pois só o registro genealógico poderá garantir que exemplar passou por uma inspeção técnica que seguiu os padrões de seleção preconizados pela ABCZ, idealizados pelo conselho técnico das raças zebuínas. O registro serve para comprovar a origem do animal, através dele o criador tem a garantia de que adquiriu um reprodutor puro de uma raça zebuína, de que esse passou por um processo seletivo e que foi inspecionado por um técnico capacitado e credenciado pela ABCZ. Futuramente esse animal poderá ser pai ou mãe de animais de plantel.

Todo o animal registrado, ou seja, selecionado, tem a vantagem de estar enquadrado nos padrões zootécnicos exigidos pela ABCZ, sendo assim já se diferencia dos demais, levando o valor que agrega por fazer parte de um rebanho registrado, já que passou pela chancela técnica na revisão a campo.

Além disso, a visita do técnico na propriedade contribui também na orientação para o criador, através da prática de selecionar os animais a serem registrados. Considerando que todo animal registrado foi selecionado visando ser melhorador das próximas gerações geneticamente, o registro de modo geral serve também, para proporcionar a segurança ao pecuarista que está investindo em uma matriz para formação de plantel ou em um touro para cruzamento. O registro é a garantia que o criador tem de que está comprando reprodutores zebuínos controlados. É indispensável ter um cuidado especial para não adquirir o famoso “gato por lebre”, pois na pecuária também existe o mercado oportunista, onde o boi de boiada acaba sendo vendido como reprodutor, e os criadores adquirindo animais registrados evitam esses riscos.

Neste site, no menu “Área técnica > regulamentos” é possível fazer o download do regulamento do Serviço de Registro Genealógico das Raças Zebuínas (SRGRZ) e o manual para registrar os animais.

Registre seu rebanho! Adquira animais registrados! É a sua garantia de seleção!

Parque Estadual de Exposições Assis Brasil
Caixa Postal 91 - CEP: 93261-970 - Esteio (RS)
(51) 3473-7133 (durante a Expointer)
(55) 3422 9646
zebu@acgz.com.br



Associação dos Criadores Gaúchos de Zebu - Todos os Direitos Reservados - Copyright 2012